Inflamação Orgânica- Matéria Publicada no Caderno Viver com Saúde do Jornal NH – Segunda 20.01.2020

Você já deve ter escutado que um organismo inflamado é mais vulnerável e suscetível à doenças. No entanto, a  resposta inflamatória não é propriamente ruim já que nos protege de agressões externas e internas.

O processo inflamatório em níveis normais traz benefícios, mas em desequilíbrio pode estar associado à desajustes orgânicos. A diferença entre a inflamação protetiva e inflamação disfuncional é que nesta última as células de defesa não se normalizam ao extinguir-se a ameaça e, nesse caso, o sistema imune fragilizado permite que se estabeleça um ambiente favorável ao desenvolvimento de doenças.

Associamos frequentemente à palavra inflamação alguns sintomas visíveis (rubor, calor, edema, dor), mas ela pode ser silenciosa e não produzir efeitos. O excesso de gordura no organismo, por exemplo, acentua a maior produção de radicais livres, ocasionando danos celulares e promovendo processos inflamatórios, consequentemente, aumenta ainda mais o acúmulo de gordura no tecido adiposo e nos vasos sanguíneos.

Alguns compostos anti-inflamatórios como os ácidos graxos essenciais (ômega 3) e os antioxidantes presentes em alguns alimentos podem diminuir o estresse oxidativo e modular a ação inflamatória. Por outro lado, substâncias que se encontram nos açúcares refinados e gorduras trans são capazes de aumentar a inflamação. Veja:

Componentes Anti-Inflamatórios – Fontes Alimentares

-Ácidos Graxos Essenciais – Ômega 3 – peixes de água fria (salmão, atum, sardinha), sementes (linhaça, girassol, abóbora), oleaginosas (castanhas, nozes, amêndoas).

-Antioxidantes: polifenóis (uva), catequina (chá verde), antocianina (ameixa, açaí), licopeno (tomate, melancia), quercetina (maçã, cebola), carotenoides (cenoura, mamão), Vitamina E (azeite de oliva, abacate, aveia), alicina (alho), safranina (açafrão), curcumina (cúrcuma).

Componentes Inflamatórios – Fontes Alimentares

-Cereais Refinados: farinhas brancas, arroz branco.

-Açucarados: ricos em açúcar refinado ou xarope de glicose (chocolates, balas, biscoitos).

-Gorduras Trans: processados e embutidos (biscoitos, sorvetes, salgadinhos, congelados, salsichas, nuggets).

Como se pode perceber a resposta inflamatória não é inerentemente boa ou má, desde de que administrada através do equilíbrio na alimentação, atividade física, sono e hidratação adequada. Mas lembre, somos um corpo que reage à ações ameaçadoras concretas, mas além disso, somos uma mente que faz o mesmo com ameaças à nossa tranquilidade emocional. Portanto para conquistar saúde em plenitude é importante também buscar na sua vida o que traz serenidade à sua mente e paz ao seu coração.